Tudo sobre os tipos de pele

Para um cuidado preciso, é necessário conhecer o seu tipo de pele. (Créditos: Google).

Muitas pessoas têm dificuldade de saber qual seu tipo de pele e, se você é uma delas, estou aqui para te ajudar. Afinal, ter essa informação é importante pois, a partir dela, sabemos quais são os produtos ideais e mais indicados, que se adaptam às necessidades da sua cútis e não causam nenhuma reação contrária.

Vamos lá?

Sobre a pele

Sabemos que a pele é o maior órgão do nosso corpo. Ela é tão complexa que possui variações que são determinadas pela genética, mas fatores internos e externos podem mudar o seu estado. É estruturada por diversas camadas, sendo a mais externa a epiderme, abaixo tem a derme, depois a hipoderme que é a camada gordurosa. Todas as camadas são responsáveis pelo equilíbrio e saúde da pele.

Existem quatro tipos básicos de peles saudáveis: normal, seca, oleosa e mista, sendo o tipo determinado pela genética. Identificar o seu tipo de pele é essencial para realizar uma rotina de beleza adequada.

Conheça mais sobre cada tipo de pele e os cuidados necessários.

Entendendo os 4 tipos

Pele normal – normal é o termo usado para se referir a uma pele balanceada, o termo científico é eudérmica. A pele normal tem textura saudável e aveludada, produzindo gordura em quantidade adequada, sem excesso de brilho ou ressecamento. Geralmente, apresenta poros pequenos e pouco visíveis. Textura normalmente fina, flexível, macia e aveludada. Por possuir quantidade exata de hidratação e oleosidade, acaba sendo a que exige menos cuidados.

Geralmente, não apresenta muitas manchas e nem o aparecimento de espinhas. Por ser balanceada, os poros da pele normal são pequenos e imperceptíveis.

Pele seca – O termo “seco” é utilizado para descrever uma pele incapaz de reter água no volume necessário. Isso geralmente está associado à produção reduzida de lipídios na pele. Isso acontece porque a pele seca não possui os fatores de hidratação naturais (aminoácidos, ureia e ácido lático) que auxiliam na retenção da água, na elasticidade e firmeza da pele, assim acaba ficando mais desidratada. Por causa da falta de sebo, carece de lipídios necessários para reter umidade e construir um escudo protetor contra influências externas. A perda de água em excesso caracteriza a pele seca, que normalmente tem poros pouco visíveis, pouca luminosidade e é mais propensa à descamação e vermelhidão. Também pode apresentar maior tendência ao aparecimento de pequenas linhas ou fissuras. A pele seca pode ser causada por fatores genéticos ou hormonais, como menopausa, problemas na tireoide, também por condições ambientais (como tempo seco e frio, vento, radiação ultravioleta. Banhos demorados e com água quente podem contribuir para o ressecamento da pele).

A pele seca é a que possui maior propensão a sofrer com o envelhecimento precoce, como rugas e linhas de expressão, além de ser normal o aparecimento de micro rachaduras. É o tipo que requer mais cuidados.

Pele Oleosa (lipídica) – Tem aspecto mais brilhante e espesso, por causa da produção de sebo maior do que o normal. Além da herança genética, contribuem para a oleosidade da pele e os fatores hormonais, o excesso de sol, o estresse e uma dieta rica em alimentos com alto teor de gordura.

A pele oleosa apresenta poros dilatados e maior tendência à formação de acne, cravos e espinhas. É caracterizada pela alta produção de sebo. Esse excesso de oleosidade fica acumulado no interior dos poros, tornando-os mais dilatados, portanto, mais visíveis. A alta produção de gordura pode ter como causa: mudanças hormonais, estresse, efeito colateral de medicamentos, etc. Por conta desses fatores, a pele oleosa é a que possui mais tendência a desenvolver acne.

Tratamentos para controlar o excesso de oleosidade tendem a diminuir o aparecimento de espinhas e cravos. Nesse tipo de pele, as acnes aparecem não só no rosto, mas também na região das costas, colo e peitoral.

Pele Mista – Tipo mais comum. Apresenta aspecto oleoso e poros dilatados na “zona T” (testa, nariz e queixo), podendo apresentar acne nessa região e seco nas bochechas e extremidades. Nessas áreas, assim como na pele oleosa, os poros são muito dilatados e visíveis, justamente por estarem inchados com grandes quantidades de sebo, resultando em um aspecto oleoso. Nas demais regiões, como nas bochechas e na área dos olhos, a pele pode variar entre seca e normal, sendo a última mais recorrente. A pele mista é com certeza o tipo de pele mais comum entre as pessoas, justamente por estar nessa zona intermediária, entre a pele oleosa e a normal, ou até mesmo a seca.

Gostou? Deixa seu comentário!

Para novidades e mais informações, siga a Yep Cosméticos nas redes sociais.

Forte abraço e até a próxima!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *